Como projetar rampas | Arquitetônico

 

TUTORIAIS

Como projetar rampas

Rampas, uma alternativa às escadas quando se quer vencer um desnível e ao mesmo tempo assegurar o acesso de quem tem dificuldades de locomoção. Apesar de aparentemente simples, elas freqüentemente acabam sendo um problema em nossos projetos, seja por dificuldade em calcular sua inclinação ou desconhecimento das normas de acessibilidade.

O fato é que, quanto maior a altura, menor tem de ser a inclinação para que alguém com dificuldades de locomoção possa subi-la, e por isso há a necessidade de muito espaço para implantação da mesma, o que nos leva a muitas rampas incorretas.

Por isso, vamos explicar aqui de maneira sucinta o que diz a norma NBR9050 sobre rampas, e como se faz o cálculo da inclinação.

Pra começo de conversa, como se indica a inclinação de uma rampa?

O valor da inclinação da rampa é nada mais, nada menos que a relação entre a altura e o comprimento da mesma em porcentagem.

Por exemplo: uma rampa com 8% de inclinação é aquela em que o valor da altura corresponde a 8% do valor do comprimento. Então, quando se tem um desnível de 16cm vencido com uma rampa de 2m de comprimento, tem-se uma rampa com 8%, já que 0,16 corresponde a 8% de 2.

Na verdade, o cálculo do comprimento da rampa é bastante simples:

Comprimento = (altura x 100) / inclinação

*altura em metros

Rampa do exemplo acima

Assim sendo, 0% é o chão plano, e 100% é a inclinação de uma rampa cujo comprimento é igual à medida da altura, ou simplesmente 45°.

Muito bem, mas como saber qual é a inclinação necessária para vencer o desnível do meu projeto? É aí que entra a norma NBR9050. Vejamos o que ela diz acerca da inclinação:

Como se pode notar, quanto maior for a altura que se quer vencer, mais suave tem de ser a rampa para que portadores de necessidades especiais possam acessá-la.

No caso de uma reforma que se proponha a adicionar uma rampa a uma construção já pronta, são aceitas inclinações superiores a 8,33%. Nesses casos, admite-se até 10% para rampas com até 80cm de altura e até 12,5% para rampas com até 20cm de altura. Contudo, a inclinação máxima de projeto deve seguir a tabela acima.

Vejamos então alguns exemplos práticos de como se calcula o comprimento de rampas para determinados desníveis:

Para uma altura de 1,20m, inclinação de 5%.

C=(1,2×100)/5 = 24m

Para uma altura de 70cm, inclinação de 8,33%

C=(0,7×100)/8,33 = 8,4m

Para uma altura de 8cm, inclinação de 8,33%

C=(0,08×100)/8,33 = 0,96m

Quando não se tem muito espaço para fazer uma rampa contínua, é possível trabalhar com segmentos, sempre colocando patamares entre eles. Assim, cada segmento vence um desnível menor do que o desnível total a ser vencido, e por isso pode ter uma inclinação um pouco maior, ocupando menos espaço, como no exemplo abaixo.

Rampa com 1m de altura e inclinação de 6,25%, resultando num comprimento de 16m.

Nesse caso, o desnível a ser vencido é o mesmo, 1m, mas temos duas rampas com 0,5m de altura cada. Desse modo, cada uma possui 8,33% de inclinação conforme a norma. Assim, cada segmento passa a possuir aproximadamente 6m de comprimento. Os dois segmentos somados ao comprimento do patamar intermediário (no caso 1,2m) resultam numa rampa com 13,2m de comprimento, 2,8m a menos que no caso anterior.

Trabalhar com segmentos também permite desenhos com rampas fazendo curvas, o que pode ajudar ainda mais a resolver os problemas com espaço, como nos exemplos abaixo.

Aqui tem-se o mesmo desnível, 1m, sendo vencido com três segmentos vencendo alturas diferentes (0,4m; depois 0,2m; e enfim 0,4m).

Dois segmentos com 0,5m de altura cada. É possível, conforme a necessidade de espaço, dividir em mais segmentos. Cada projeto possui suas exigências.

No caso de rampas fazendo curvas em arco, é necessário observar que se deve trabalhar com um raio de no mínimo 3m na sua parte interna.

Observação: caso não haja espaço para colocação de uma rampa de jeito nenhum, é mais aconselhável instalar uma plataforma elevatória junto à escada do que fazer uma rampa fora da norma, que acaba sendo às vezes tão intransponível como uma escada para alguém em cadeira de rodas!

Imagem obtida no site da Associação dos Portadores de Necessidades Especiais de Nova Odessa (APNEN).

( http://apnendenovaodessa.blogspot.com/ )

A norma, contudo, não se refere somente à inclinação da rampa. Há outros pontos importantes a serem considerados:

- Quando o desnível a ser vencido for maior do que 1,50m, é obrigatório que haja dois ou mais segmentos de rampa.

- A largura tem de ser de no mínimo 1,20m. Para permitir a passagem de duas pessoas em cadeiras de rodas ao mesmo tempo, recomenda-se no mínimo 1,50m.

- O piso deve ser antiderrapante.

- Patamares no início e fim de cada segmento são obrigatórios.

- A rampa deve possuir corrimão duplo.

A norma não estabelece que a rampa deva ser coberta, mas é sempre recomendável, pois em caso de chuva ela pode se tornar escorregadia, mesmo com o piso antiderrapante.

Chegamos, enfim, à representação gráfica das rampas nos projetos.

Em planta baixa, representa-se a inclinação sempre com uma flecha cujas extremidades são o início e o fim da rampa. Em geral, usa-se a flecha apontando no sentido da subida, mas é possível fazer de maneira contrária também, contanto que esteja explicado em uma legenda. Ao lado da flecha põe-se a porcentagem indicando a inclinação. A seguir um exemplo de rampa representada em planta-baixa e em vista lateral (NBR 9050 – ABNT):

i = inclinação; c = comprimento; h = altura.

Esse tutorial é apenas um apanhado bem básico das normas para a elaboração de rampas e das possibilidades para resolver o principal problema encontrado por projetistas ao trabalhar com elas: o espaço ocupado. Sabendo-se disso tudo, há uma grande variedade de possibilidades conforme os requisitos de cada projeto.

Para mais detalhes e informações aí vai o link com a norma NBR 9050 na íntegra.

http://portal.mj.gov.br/corde/arquivos/ABNT/NBR9050-31052004.pdf

Se tiver alguma dúvida, ou se quiser adicionar alguma informação, sinta-se à vontade para comentar!

  • Naínah Sueli

    Caramba Guilherme!! Arrasou!!
    Eu seeeempre tenho dúvidas na hora de projetar e surgir a necessidade das rampas…Infelizmente essa parte os profºs explicam meio na correria, deixando por nossa conta aprender. Mas a senhora preguiça fala mais alto, e eu acabo optando pelo pavimento térreo ehehehe.
    Tá bem explicado seu tutorial e realmente muito útil (:
    Vlw Arquitetônico :D

  • Bruna

    Adoreeei Guilherme! Oh God! A foto da plataforma elevatória na frente da escada está de morrer! AHuahuauAHua… me diz que não foi um arquiteto que colocou aquilo láá, naquele lugar específico!!

    • Guilherme

      Hahaha, achei mó difícil encontrar fotos boas desse tipo de plataforma, aí foi essa. Acho que dá pra ilustrar, mas eu também achei bizarro! Acho que era o caso de tirar aquele corrimão do meio, porque do jeito que ta você tem duas escadas, uma pra subir andando e outra pra de vez em quando subir a plataforma, hehe… Mas enfim, se eu achar uma foto melhor substituo x)

      • Paulo

        estas plataformas só ocupam todo esse espaço quando estão a ser utilizadas, quando não estão “dobram-se” e ocupam muito pouco espaço. a base gira para cima e fica na vertical, encostada ao mecanismo e a guarda gira para baixo. a escada continua a poder ser utilizada normalmente por qualquer pessoa…

      • Cristiano Pirolla

        o corpo de bombeiros através do seu decreto estadual 56819/2011 em acordo com a instrução técnica 11 e item 5.8.4.1 exige a presença de corrimão intermediario em escadas com mais de 2,2 m de largura o que derruba a possibilidade de retirada do corrimão intermediario ! abraço !

  • Gabriel

    Bom o tutorial. Sou estudante de arquitetura e quanto mais a gente sabe, melhor pra nossa formação :D
    Rampas são necessidades públicas e devem ser feitas dentro da norma, porém, em muita obra por aí, espaço custa dinheiro e rampas são “obstáculos”. Conheço arquitetos que fizeram rampas fora das normas conscientemente, por obrigação da empresa que encomendou, e acho que isso é algo pra se repensar.

  • Thaisa

    Ótima explicação, me ajudou bastante! (:

  • Mariana Sunshine

    Aiii que lindos os meus calouros! Tu digita rampas no google e aparece o site de vcs!!! PARABÉNS! Muito boa a iniciativa!

  • Aline

    Muito obrigada… consegui entender agora, o que tive dificuldade em quase três anos de faculdade.

    Concordo com o primeiro comentário: “Infelizmente essa parte os profºs explicam meio na correria, deixando por nossa conta aprender. ”

    O que uma pena, pois somos obrigados a fazer isso certo, pois é muito importante!

    Vlw.. ;)

  • Itaynara souza

    As explicações são de grande valia!! Me ajudou muito, sou técnica em edificações e não obtive muitas noções deste assunto no meu curso.
    Muiito obrigadaaa!! =)

  • Marliene

    As instruções estão bem apresentadas, linguagem clara. Parabéns.
    No entanto ainda temos muito desafios pela frente principalmente em áreas desproporcionais, assim a busca por idéas é primordial.

  • Bianca

    Olá,
    será que alguém pode me ajudar ?
    Tenho uma casa com uma escada externa de 10 metros de altura. Queria transformar essa escada em rampa para que possa subir de carro. Seria possível? Alguém pode fazer um orçamento da obra ou dar uma avaliação técnica? Moro no RJ. Desde já agradeço.
    Bia.scalercio@gmail.com

  • Camila Teles

    Muito bom mesmo!! Tirou todas as minhas dúvidas!

  • Santiago

    Valeu! sua explicação ficou clara. Ajudou muito. Obrigado.

  • Fernando Voigt

    Gostaria que alguém pudesse elaborar uma rampa na igreja onde frequento conforme a norma de acessibilidade para deficientes físicos. A rampa seria com três segmentos, sendo o primeiro com o comprimento necessário, o segundo quatro metros menor em relação ao início do primeiro e o terceiro virando à direita (direita de quem sobe) com dois metros de comprimento.
    Sendo o desnível de 3m e a largura interna da rampa de 1,5m.
    semprevoigt@r7.com
    Obrigado!

  • jessica

    bom dia,
    tenho duvidas em como fazer uma rampa em curva voce poderia me explicar??
    rampa com e sem patamar.

    att. jessica

  • Jose Marques

    muito bom guilherme me ajudou bastante

  • http://arquiteturaempassos.wordpress.com Tiago

    Direto e objetivo. Curti muito o post, parabens!

  • Monica

    Queria te agradecer pela postagem.
    Sou estudante de design de interiores e está me ajudando muito.
    Obrigada.!!!!!!

  • Zaldivar de Matos

    Fico muito grato pela informação dada por este site, realmente estou de frente ao que eu mais precisava, uma explicação de mestre, você explicou direitinho e claro sem rodeio, parabéns!

  • Eri

    Me encanto, todo muy bien explicado, sencillo y fácil, gracias me ayudo mucho ! :D

  • Glayse

    Guilherme, muito bom seu material.
    Porém o cálculo para a rampa que vence uma altura de 80cm, o comprimento previsto é de 9,60m e não 0,96m. Isto ocorreu porque no início do cálculo você multiplicou por 0,08 e não 0,80.

  • Glayse

    Foi mal, seu cálculo é para vencer 8cm… estava corretíssimo!!!

  • eronice

    Gostaria de saber se é possível fazer uma rampa contínua de 20m de cumprimento com 2 de largura e desnível de 3 metros?

  • Lusiame

    Também sou estuante de arquitetura e sua explicação me ajudou muito.Obrigada,Lusiame

  • Wellington

    Olá Guilherme,

    Estamos construindo um palco na igreja com 3m de largura e 40 cm de altura. Queremos fazer uma rampa para acesso a cadeirantes. Pode nos ajudar com as medidas?

    Muito obrigado.

  • Felipe

    Boa noite Guilherme,
    Preciso vencer uma altura de 1,20 de uma Doca dfe um galpão onde tenho que construir uma rampa para as empilhadeiras descerem, poderia me dar alguma dica de porcentagem de inclinação para esse caso?

  • Darlan

    Cara, acabei de me formar e peguei um projeto de uma rampa, estava meio perdido mas com essas informações ficou tudo claro..obrigado pelo site nota 10

  • FERNANDO FREITAS

    Muito obrigado!!!
    Foi de um esclarecimento otimo!!

  • PrIsrael Fontoura

    Guilherme,
    preciso fazer uma rampa para cadeirante, altura 50cm, comprimento 200cm, posso fazer direto? não tenho espaço maior, será que fica fora das Normas?

  • walquiria

    preciso de vencer uma altura de 3 m

Escrito por: Guilherme Ruchaud
Postado em: 17 de August de 2011

©2012 Arquitetônico. Todos os direitos reservados. Não é permitida cópia ou reprodução sem autorização
Licença Creative Commons